25/08/10

Tradición oral / Tradição oral

Me gusta amarte hincada de rodillas.
Aquí, tan desde abajo, tan cerca de la tierra
relamo el palpitar de tu cuidado
y centro mi delicia en el transcurso.

No es de extrañar que el mundo sea redondo.
¿Qué forma iba a adoptar, sino la de mi boca?

Raquel Lanseros

Gosto de te amar em genuflexão
Aqui, tão de baixo, tão rente à terra
saboreio o palpitar do teu cuidado
e centro a minha delícia no durante.

Não é de admirar que o mundo seja redondo.
Que forma adoptaria que não fosse a da minha boca?

 (trad: aa)