23/11/10

amanhã greve geral


Depois de dormir pouco várias vezes, o meu corpo deixa de ser atraente como tablado da tribo.

O inspector anotou à margem: o relatório deste crime está ferido de razohabilidade. Infere-se brancamente a crise de ciência que afecta o relator. As falas colhidas no andamento são as únicas tónicas que resfolegam no secante da envergadura. Livrando esses dizeres da narrativa profissional, está-se perante um quadro Germinal. Os nenúfares foram omitidos em favor do satélite. Tal metálico não desenvolve a quântica necessária ao discernimento. Un croissant mêlé, s’il vous plait. Mostra os fogos sem mostrar o fogo. Et un demi et un café. Attends, deux demis, pas de café. Atentar na página 73, onde o arguido declara que não é possível acusá-lo de associação criminosa já que todo o bando, estimado em 2 milhões e meio de pessoas, se tinha ausentado do seu corpo. O advogado de acusação rectificou: “associação criminosa genética” para fins extrapolares.

O silêncio não tem nome.

Nessa tarde, foi dito que dona Tristolda saiu de casa a abarrotar de marido. Convocado pelos vizinhos, o reconhecido fotógrafo Manuel dos Anjos declarou que, apesar dos monumentos, aquilo não lhe parecia Roma. Também o videasta Paupério não conseguiu assegurar se as imagens eram reais ou editadas. Foi, segundo o vidente prof. Astrogalo, o momento místico. Ele declarou ao agente Fonseca Guedes: “Este crime está no ar. Cheire. Há aqui muito cheiro a santidade”. O agente bem cheirou mas não conseguia ir além dos seus sentidos de écran e funcionarismo. O prof Astrogalo afastou-se de forma beata fumando um chakro. Eu próprio vou curtir um bocadinho. Um café curto.

Está difícil, reconheceram os cumentadores do canal, no entanto se atentarmos na posição do corpo do agente, o controlo da situação é total. E a fanfarra paroquial esteve até ao seu melhor nível. São eventos desta natureza que nos estimulam ao paroxismo. Está muito enganado, disse o enganador. Mesmo olhando para o cadáver e para a pulcritude do seu sangue, tenho dúvidas se não será uma manipulação destinada a derrubar os empregos da minha família. O que é engraçado, disse a maquilhada, é este mapa geofluvial da região de Lisboa que nos mostra tão unidinhos (nós que só falamos em dissensos) no Mar da Palha. É comovente. Não choro porque esta emissão não é em directo.

alberto augusto miranda