06/12/10

Dezembro nas Rias Baixas

Na claridade difuminada das outonais rias baixas, numa caixinha em forma de microgaleria, em vilagarcia de arousa, é possivel distinguir Miguel Angel Curiel em expressões de gravura e texto. Esta distinção estará em Aberto durante o mês de Dezembro. Um óptimo pretexto para ronçar no comboio de vigo a compostela, adivinhando as nuvens habitadas que chovem no autor da microgaleria Arcana: Anxo Pastor. Em baixo deixamos também um texto de Curiel no original e em português


PÁJAROS

No importa la edad de un pájaro.
Más ilumina la melodía
en la oscuridad.
Atravesamos una zarza dulce
y se echa a volar el dolor.
Hemos congelado la rosa.
Hemos congelado la luz,
las manzanas negras.
Nos hemos congelado
a nosotros mismos.
Gallinita ciega que
a mis pies se convirtió
en un puñado de sal.

Miguel Angel Curiel


PÁSSAROS

Não importa a idade de um pássaro.
Mais ilumina a melodia
na escuridão.
Atravessamos uma doce amoreira
e pusemos a dor a voar.
Congelámos a rosa.
Congelámos a luz,
as maçãs negras.
Congelámo-nos
A nós próprios.
Franguinho cego que
a meus pés se converteu
num punhado de sal.